Filha escreve desabafo e choca ao dizer que não ama a mãe - Comportamento | Valter Vieira - Informação de qualidade
18 de agosto de 2018
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

COMPORTAMENTO - 27/07/2017

Filha escreve desabafo e choca ao dizer que não ama a mãe

Filha escreve desabafo e choca ao dizer que não ama a mãe

Uma mulher não identificada publicou uma carta no site do jornal britânico The Guardian endereçada às pessoas que a julgavam por ela não amar a mãe. A remetente explica que a falta de sentimentos não tem relação alguma com traumas físicos e, sim, psicológicos. Para ela, nem toda mulher que coloca filhos no mundo nasceu para ser mãe.

O bilhete revoltou alguns internautas. Como forma de desabafo, a jovem relatou a dor de também não se sentir amada. Confira o texto na íntegra:

Todos os anos, no domingo de dia das mães, filhos e filhas compram flores e outros presentes para homenagear as mulheres que os puseram no mundo; artigos saem glorificando a maternidade (e instruindo a todos a ligar para suas mães”) e a pressão é enorme. Porque, você vê, minha mãe me deu o inferno.

Ela raramente era fisicamente abusiva; ela é muito mais inteligente do que isso. Tudo está no domínio. Por que ela me ignorou por meses? Quem sabe, não é mesmo? Mas se confrontada, ela negaria isso. Por que existe um favoritismo entre eu e meus irmãos? Não é possível: deve ser minha imaginação.

Quando as pessoas assumem que aquelas que deram à luz automaticamente sabem como sentir (e expressar) “amor materno”, só piora as coisas. A suposição cria uma mística sobre o relacionamento mãe-filho que prejudica aqueles criados por uma mãe que não sabe amar. Muitos passam suas vidas se perguntando o que está errado com eles e por que suas mães não se comportam amorosamente. Ter a sociedade dizendo-lhes que sua mãe é uma fonte de amor para ser adulado é brutal.

Os tempos serão sempre difíceis para crianças (ou adultos) em nossa situação? Ironicamente, não. Como abusadoras clássicas, nossas mães nos oferecem frases gentis e expressões de apoio. Desesperados por pensar que somos dignos da aceitação delas, mordemos cautelosamente a isca. Uma vez que elas tenham certeza de nossa submissão, a manipulação começa novamente.

O fato triste é que algumas mulheres que dão à luz — e que pensam em si mesmas como muito amorosas — estão ansiosas em controlar esse amor. Essas mães podem parecer orgulhosas e apoiar seus filhos, mas no fundo são críticas e negativas. Seu encanto superficial nos isola, e os outros não conseguem entender o porquê não queremos passar tempo com pessoas tão adoráveis. Mães como estas assumem o papel de vítima lindamente: com lágrimas nos olhos, elas vão contar aos outros (especialmente parentes, porque eles podem se envolver em seu favor) que não entendem o que fizeram de errado… enquanto dão o tratamento silencioso para o filha ou filho durante meses.

Depois de anos de culpa pelos problemas em nosso relacionamento, eu já tive o suficiente. Este último domingo das mães, os meus filhos que desejaram, puderam me acompanhar no almoçar (meu deleite), e aqueles que não estavam disponíveis foram amados vocalmente, mesmo assim.

Eu, no entanto, não vou ligar para a mãe. E não me sentirei culpada por isso. Ela teve sua chance. Infelizmente, enquanto ela acha que seu relacionamento comigo é o único em que ela tem dificuldades, seus netos veem suas manipulações e não querem fazer parte disso. Como eles ainda são jovens, tentam ser gentis e não querem que ela saiba disso. Mas a gente colhe o que planta, e minha mãe está sentindo a falta de vontade deles de se envolverem com ela e está entrando em pânico.

Para aqueles que têm sorte de ter mães que merecem ser celebradas, façam com amor e entusiasmo. Mas por favor, por favor, quando vocês ouvirem alguém responder menos do que positivamente sobre o amor materno, não ajam como se fossem, de alguma forma, deficientes. Celebre o amor da sua mãe e a caridade por essa pessoa que nunca teve esse tipo de amor. METRÓPOLES

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%